Home A Top A CYPE Produtos Serviços Ensino Superior Contactos
PRODUTOS
CATÁLOGO
Ligações IV - Aparafusadas para edificação

Módulo de cálculo e dimensionamento de ligações aparafusadas para pórticos de edificação, com perfis laminados e compostos em duplo T, segundo o Eurocódigo 3: Parte 1-8.

As normas das séries de parafusos que se podem utilizar são no caso de parafusos pré-esforçados: ISO 7411; ISO 7412; EN 14399-3, Sistema HR e EN 14399-4, Sistema HV. Para parafusos não pré-esforçados: ISO 4014 e ISO 4017.

As tipologias de ligações aparafusadas implementadas são as seguintes:


Ligação aparafusada de uma viga encastrada à alma do pilar mediante chapa frontal (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada à alma do pilar mediante chapa frontal e outra a um banzo mediante chapa frontal (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada à alma do pilar mediante chapa frontal e outras duas aos banzos mediante chapas frontais (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada à alma do pilar mediante chapa frontal (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada à alma do pilar mediante chapa frontal e outra a um banzo mediante chapa frontal (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada à alma do pilar mediante chapa frontal e outras duas aos banzos mediante chapas frontais (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada à alma do pilar mediante chapa frontal (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada à alma do pilar mediante chapa frontal e outra a um banzo mediante chapa frontal (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada à alma do pilar mediante chapa frontal e outras duas aos banzos mediante chapas frontais (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas à alma do pilar mediante chapas frontais (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas à alma do pilar mediante chapas frontais e outra a um banzo mediante chapa frontal (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas à alma do pilar mediante chapas frontais e outras duas aos banzos mediante chapas frontais (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas à alma do pilar mediante chapas frontais (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas à alma do pilar mediante chapas frontais e outra a um banzo mediante chapa frontal (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas à alma do pilar mediante chapas frontais e outras duas aos banzos mediante chapas frontais (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas à alma do pilar mediante chapas frontais (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas à alma do pilar mediante chapas frontais e outra a um banzo mediante chapa frontal (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas à alma do pilar mediante chapas frontais e outras duas aos banzos mediante chapas frontais (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada ao banzo do pilar mediante chapa frontal (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada ao banzo do pilar mediante chapa frontal e com uma viga ortogonal articulada mediante chapa lateral (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada ao banzo do pilar mediante chapa frontal e com duas vigas ortogonais articuladas mediante chapas laterais (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada ao banzo do pilar mediante chapa frontal (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada ao banzo do pilar mediante chapa frontal e com uma viga ortogonal articulada mediante chapa lateral (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada ao banzo do pilar mediante chapa frontal e com duas vigas ortogonais articuladas mediante chapas laterais (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada ao banzo do pilar mediante chapa frontal (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada ao banzo do pilar mediante chapa frontal e com uma viga ortogonal articulada mediante chapa lateral (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de uma viga encastrada ao banzo do pilar mediante chapa frontal e com duas vigas ortogonais articuladas mediante chapas laterais (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas aos banzos do pilar mediante chapas frontais (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas aos banzos do pilar mediante chapas frontais e com uma viga ortogonal articulada à alma do mesmo mediante chapa lateral (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas aos banzos do pilar mediante chapas frontais e com duas vigas ortogonais articuladas à alma do mesmo mediante chapas laterais (em extremo de pilar)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas aos banzos do pilar mediante chapas frontais (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas aos banzos do pilar mediante chapas frontais e com uma viga ortogonal articulada à alma do mesmo mediante chapa lateral (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas aos banzos do pilar mediante chapas frontais e com duas vigas ortogonais articuladas à alma do mesmo mediante chapas laterais (pilar contínuo) (Só no CYPE 3D e em Estruturas 3D integradas do CYPECAD)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas aos banzos do pilar mediante chapas frontais (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas aos banzos do pilar mediante chapas frontais e com uma viga ortogonal articulada à alma do mesmo mediante chapa lateral (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de duas vigas encastradas aos banzos do pilar mediante chapas frontais e com duas vigas ortogonais articuladas à alma do mesmo mediante chapas laterais (em transição de pilares)

Ligação aparafusada de duas peças de igual perfil em prolongamento reto mediante chapa frontal

Ligação aparafusada de duas vigas iguais encastradas entre si (uma horizontal e a outra com inclinação descendente ou ascendente) mediante chapas frontais

Ligação aparafusada de uma viga articulada a outra mediante chapa lateral

Ligação aparafusada de duas vigas articuladas a outra mediante chapas laterais

Pormenor de tirante

Placa de amarração soldada sobre sapatas, maciços de encabeçamento de estacas e lajes

Ligação aparafusada pilar inferior com viga contínua

Ligação aparafusada pilar superior com viga contínua

Ligação aparafusada pilar interrompido com viga contínua, podendo o pilar ser de diferente perfil e a viga inclinada

Empalme de duas peças mediante cobrejuntas aparafusadas
  

O software permite a utilização de ligações aparafusadas com parafusos pré-esforçados ou não pré-esforçados. Quando se calcula a estrutura tendo em conta o efeito do sismo, o programa obriga ou recomenda a utilização de parafusos pré-esforçados, dependendo da norma sismo selecionada. Quando se utilizam parafusos pré-esforçados indica as classes de superfícies de atrito que devem utilizar-se.

O programa dimensiona as dimensões das chapas e dos rigidificadores, a disposição ótima dos parafusos e as gargantas das soldaduras necessárias para a correta transmissão de tensões na ligação.

As ligações encastradas são realizadas através de chapas frontais. Este tipo de solução é utilizado pelo programa nos encastramentos entre vigas e pilares, na emenda de vigas de igual perfil e nas ligações de vigas da cumeeira. Na emenda de vigas de diferente perfil e pilares é utilizada a solução com cobrejuntas aparafusadas.

As ligações articuladas são realizadas com chapa lateral nas articulações das vigas às almas e banzos dos pilares e com chapa frontal nos extremos de pilares articulados onde apoiam vigas, formando peças contínuas.

O programa permite atribuir coeficientes de encastramento, xy e xz, ou rigidezes rotacionais aos extremos das peças (barras ou conjunto de barras alinhadas que formam uma peça). A definição das rigidezes rotacionais permite a modelação das ligações cuja rigidez à rotação é fundamental considerar, como é o caso das ligações aparafusadas.

Em cada ligação aparafusada dimensionada, o software calcula (para todas as combinações de esforços atuantes) as rigidezes rotacionais de cada peça encastrada à ligação e seleciona um valor para cada extremo. Este valor é proposto pelo software ao utilizador para um novo cálculo da estrutura. A rigidez proposta será a menor das calculadas em cada peça, à qual corresponde a de maior momento positivo ou negativo.

Após o cálculo e nas peças encastradas em ligações aparafusadas, se o utilizador não definiu a rigidez rotacional ou se o valor introduzido difere em mais de 20% do proposto pelo programa, este alerta o utilizador.

Quando o utilizador ativa a ação do sismo para o cálculo da estrutura, as ligações aparafusadas pré-esforçadas encastradas calculam-se para um Modo de Rotura 1, quer dizer, a rotura acontecerá antes por plastificação da chapa frontal da ligação e não pela rotura dos parafusos.

O software coloca círculos de diferentes cores nos nós para indicar o estado de dimensionamento das ligações. Ao aproximar o cursor de um nó, o programa indica os tipos de ligações dimensionadas, premindo sobre o nó, mostra-se: um diálogo com os pormenores construtivos das ligações dimensionadas; a listagem de verificação e medição das ligações dimensionadas; vistas 3D reais das ligações.

É possível visualizar uma vista 3D real de cada ligação dimensionada pelo software em perspetiva cónica ou isométrica. Os elementos que compõem a ligação (pilares, vigas, rigidificadores, soldaduras, parafusos) desenham-se com cores diferentes. As soldaduras representam-se em duas cores para distinguir as que se realizam em obra e na fábrica. Além disso, o utilizador pode rodar e ampliar livremente a vista 3D. Estas características facilitam a compreensão da montagem da ligação.

Este módulo permite dimensionar placas de amarração sobre sapatas, maciços de encabeçamento de estacas e lajes.

Nas ligações das estruturas 3D integradas, este módulo também dimensiona as placas de amarração se estas se encontram sobre pilares ou vigas de betão se no nó não confluem outras vigas metálicas ou outras barras metálicas das estruturas 3D integradas.

Dimensionam-se placas de amarração de perfis laminados e compostos em duplo T. Inclui o cálculo e dimensionamento das soldaduras entre placa, rigidificadores, pilar e pernos. Iguala automaticamente as placas de amarração com base em critérios de igualação predefinidos.

É possível ver no ecrã uma vista 3D com cores diferentes para a placa, pilar, rigidificadores, pernos, soldaduras realizadas em obra e fábrica. Esta visualização funciona como uma ajuda para melhorar a compreensão da montagem do apoio.

O software gera um pormenor da placa onde se indicam detalhadamente as soldaduras dimensionadas e os rigidificadores. Estes pormenores podem incluir-se nos desenhos de obra.

O software gera as listagens de dimensionamento e os pormenores construtivos das ligações.

Os módulos de ligações para além de serem utilizados nos softwares CYPECAD e CYPE 3D, têm a possibilidade de ser utilizados com o software CYPE-Connect.

CYPE-Connect é um software concebido para editar, verificar, dimensionar e gerar o pormenor dos tipos de ligações metálicas que incluem os módulos de ligações para os quais possui licença de utilização.

CYPE-Connect efetua o mesmo dimensionamento que o CYPECAD e CYPE 3D.

Durante a verificação, o programa verifica se a ligação cumpre todas as limitações estabelecidas pela norma. Após o processo de verificação, pode-se obter uma listagem detalhada das verificações efetuadas.

Assim, o CYPE-Connect permite personalizar uma ligação e verificar que as modificações realizadas cumprem com a norma selecionada, facilitando ao mesmo tempo uma completa e detalhada listagem de todas as verificações efetuadas.


       

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais  OK